Danilo Caymmi celebra os 50 anos dos festivais da canção

Compartilhe

No show Andança 50 Anos Danilo Caymmi, artista com 50 anos de carreira e 17 discos lançados, relembra musicalmente essa época em que os festivais da canção eram o principal palco de lançamento de novos compositores e cantores. Dos primeiros festivais Danilo vai lembrar a participação de seus irmãos. No Festival Internacional da Canção (FIC) de 1966 a vencedora foi Saveiros, do seu irmão Dori Caymmi (e letra de Nelson Motta) e interpretada por sua irmã, Nana Caymmi. No festival da TV Record de 1967 foram apresentadas O Cantador (Dori Caymmi/Nelson Motta) e Bom dia (Nana Caymmi/Gilberto Gil) e outros clássicos da MPB como Ponteio (Edu Lobo/Capinam) e Eu e a Brisa (Jhonny Alf).

Assim como em todos os shows de Danilo o público participa de Andança com um coro em uníssono no contracanto do refrão: “Me leva amor, amor, por onde for quero ser seu par”. Aos 50 anos, Andança e o ano de 1968 ainda estão vivos e serão cantados por Danilo Caymmi nesse show que retrata um dos momentos mais importantes da Música Brasileira e da história recente do país.

Serviço

Sábado: 20h e 22:30h

Setor Premium: R$120,00 (inteira)/ R$60 (meia)

Setor Lounge: R$90,00 (inteira)/ R$45 (meia)

Abertura da casa: 19h. Após o término do primeiro set, o público deverá deixar o salão em até 30 minutos. Para o segundo set, a entrada do público na varanda da casa será liberada a partir das 20:30 sujeita a lotação. Às 22:00, será liberada a entrada no salão. Após o término do show, o público deverá deixar o local em até 30 minutos.

Classificação: Livre (menores acompanhados dos responsáveis)

Tag's